Dezessete de Abril: Brasil pede socorro

Hoje pode não ser ainda o “Dia D”, mas com certeza é uma daquelas datas que vai entrar para a história da República Federativa do Brasil.

Quinhentos e treze Parlamentares passaram a noite de sábado para domingo, se confrontando e argumentando em favor ou contra o Impeachment da Presidente Dilma Vanna Rousseff (PT).

Agora a pouco, exatamente às 14:00 horas, o Presidente da Câmara dos Deputados – Deputado Eduardo Cunha – deu como aberta a solenidade que vai decidir o futuro do comando geral da Nação brasileira. Saberemos, ainda hoje, se a Presidente Dilma permanece, ou se vai dar lugar ao seu vice-Presidente Michel Temmer (PMDB).

Discursos e debates à parte, a minha dúvida (e de milhares de brasileiros) é esta: “E depois, o que vai acontecer?”

Ficará o Temmer até o final do mandato? Será ele impedido também? E se for, entra o Eduardo Cunha? Meu Deus, salve o Brasil, porque enquanto isso, a conta de luz continua chegando pelos Correiros. Água, telefone, impostos e taxas também. E trabalho mesmo, nada! Empresas fechando as portas; investidores fugindo da incerteza do mercado econômico; produção caindo e PIB despencando.

Anúncios

Brasil agonizante..

À situação está difícil. Talvez, como nunca. Enquanto patrões e empregados se esforçam para pagar contas e driblar a crise. Hoje mais um capítulo da novela LAVA JATO. No episódio de hoje – Impeachment – os Deputados se inscrevem para debaterem acusações e defesas sobre se a Dilma Vana Roussef deve ou não permanecer no cargo de Presidente.

Enquanto isso o Pais agonizante tenta entender os discursos cheios de pegadinhas verbais dos líderes de bancadas; Juízes e Ministros do STF. O brasileiro leigo fica inerte diante dos noticiários, em busca de algo que possa mostrar o caminho para quitar sua conta de luz, água e comida. Agonia maior é não saber quantos capítulos ainda teremos que suportar dessa novela que tem dado tanta audiência.

Dilma homologa venda da Pílula do Cancer

PÍLULA DO CÂNCER tem venda e distribuição autorizada por lei a partir de hoje. A Lei foi homologada pela Presidente Dilma e publicado no Diário Oficial da União. A ANVISA não concordou muito com a decisão da Presidente e alegou que é impossível assegurar a eficácia do medicamento ainda em fase de testes. Esperamos que realmente o medicamento seja eficaz e que a Dilma Vana Rousseff não tenha se apressado para agradar aos brasileiros insatisfeitos e que clamam por IMPEACHMENT.

Bonecos infláveis proibidos nas manifestações

Manifestantes se reúnem na Esplanada dos Ministérios em Brasília para protestar contra o governo Dilma Rousseff (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)MANIFESTANTES SE REÚNEM NA ESPLANADA DOS MINISTÉRIOS EM BRASÍLIA PARA PROTESTAR CONTRA O GOVERNO DILMA ROUSSEFF (FOTO: WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL)

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (DF) e a Polícia Militar organizaram um plano de segurança específico para atuação na Esplanada dos Ministérios durante os três dias em que o processo de impeachment poderá ser votado na Câmara.

A chamada “Operação Esplanada”, que reúne agentes da Polícia Militar, Polícia Civil, Detran e Corpo de Bombeiros, ocorrerá durante os dias 15, 16 e 17 de abril. Antes de chegar à votação no plenário, contudo, o tema ainda deve passar por votação na Comissão Especial de Impeachment, prevista para a próxima segunda-feira. Nessas datas, as áreas do entorno do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal, bem como de toda a Praça dos Três Poderes, ficarão restritas para acesso.

Os bonecos infláveis, de qualquer tamanho, também foram proibidos. O objetivo, segundo a polícia, é evitar provocações entre os manifestantes. O bloqueio de parte das vias terá início à meia-noite do dia 14, quinta-feira. “Todo o trabalho é para que as pessoas possam se manifestar livremente sem por em risco a segurança própria e de outros”, disse secretária de Estado da Segurança Pública e da Paz Social, Márcia de Alencar. “Estamos tranquilos, preparados e integrados.”

fonte: http://epocanegocios.globo.com/Brasil/noticia/2016/04/epoca-negocios-pm-e-governo-do-df-montam-operacao-esplanada-para-manifestacoes-do-impeachment.html